terça-feira, 16 de novembro de 2010

Luz Divina

"Quando os atabaques falam, a alma escuta e o corpo responde." Palavras sábias do meu amigo Ricardo Barreira. E há 102 anos eles vêm tocando,no princípio escondidos, perseguidos e hoje até protegidos por lei. Então, em minha curiosidade latente fiquei imaginando o que aconteceria em um terreiro depois da gira, depois que tudo se cala num terreiro. A imagem que eu tive foi de nossos anciões em frente ao congá, pedindo a Oxalá pelos seus filhos. Ontem eu ia fazer umas perguntas ao Pai Maneco e muito embora seu médium não tenha comparecido, não há questionamentos que não sejam respondidos por Aruanda.
Ao iniciar os trabalhos ontem, o Pai Tinga, incorporado em seu médium Lourenço, pede a todos que façam uma reflexão sobre a Umbanda e a atuação dela em suas vidas. Se há algo que aprendi nesta minha vivência é que as entidades nos fazem pensar e suas colocações apesar de simples tem uma profundidade enorme. E ,com a permissão de vocês, me lanço a partir daqui em minhas conclusões.
Dentro de um terreiro, não somos mais do que médiuns , almas que escolheram servir para seu próprio crescimento e dos que necessitam. Ali, em frente ao congá quem se manifesta são as entidades que naquele momento praticam a Umbanda e fazem a ponte entre o Divino e os necessitados. Um médium tem que ter a humildade de reconhecer que ele é apenas o caminho ,naquele momento, para um bem maior. Quando todos tomam o caminho de suas casas e o terreiro aparentemente se apaga e se aquieta, aí sim começam os tambores da vida , batendo no compasso da Umbanda.
Pai Maneco nos fala que aprendemos no terreiro para praticar a Umbanda em nosso dia-a-dia. E quando Pai Tinga nos pergunta sobre o que a Umbanda fez por nós , acredito que não se refere a conquistas materiais, mas as profundas mudanças que sofremos em nosso modo de ver a vida e de repassar este conhecimento e vivência. Dentro do terreiro as entidades atendem e fora dele, nós, ao nos pedirem ajuda, repassamos o que aprendemos.E é ,portanto, na rotina de nossos dias que somos umbandistas.
Aprendemos que estamos todos ligados, uns aos outros pela energia divina, e à natureza. Somos responsáveis pelo equilíbrio próprio e dos que nos cercam. De forma individual, mas pensando no todo, cada pequena ação que praticamos em nosso cotidiano que reverta em preservação ambiental e bem estar social nos torna mais e mais umbandistas de fato, porque podemos ser médiuns em qualquer religião, mas só podemos expressá-la se a vivenciamos.
Existe um ponto de Umbanda que diz assim: "Quando o galo canta ,as almas se levantam e o mar recua, é quando os anjos do céu dizem amém e o pobre do lavrador diz aleluia...". Porque é justamente em nosso vida diária que os grandes milagres acontecem. É onde temos forças para recomeçar a cada dia nossa caminhada, semeando e colhendo conforme o que nos é necessário E no repartir da colheita
o nosso grande prêmio. Quando escutamos o galo cantar, significa que estamos aptos a ouvir o chamado e o fato das almas se levantarem, é um símbolo antigo constante em várias religiões, que significa estar mais próximo ao divino. A Bíblia , por exemplo, é recheada de citações nas quais quando alguém se levanta vai cumprir os desígnios de Deus. Quando o mar recua,quando mundo espiritual não está tão próximo, só nossas forças são evidentes e temos a proteção dos anjos, que dizem amém aos nossos pedidos de crescimento, como também nos fazem colher o que semeamos erroneamente. E , pobres lavradores que somos, só podemos agradecer a oportunidade de um dia mais semear e colher.
Ontem o lindinho estava inspirado. Disse , num destes estalos luminosos  da mente dele, que só estamos preparados para ver o que a mente consegue compreender. E este é um fato inegável. Devemos nos entregar ao aprendizado do amor, se queremos enxergar a cura para nossos males. E a Umbanda é assim : a transmutação de energias para o bem comum.
Então ao Pai Tinga devo falar que a Umbanda tem me transformado em uma umbandista, que apesar de parecer óbvio, vai muito além disto. Conheço grandes umbandistas que nunca pisaram em um terreiro, mas por outro lado conheço médiuns que não entenderam o que é Umbanda, mesmo frequentando giras anos a fio. Cada ser tem o seu tempo de maturação, portanto as vezes não se devem colher os frutos ainda verdes. É preciso enxergá-los maduros. Saravá!

23 comentários:

  1. "Porque é justamente em nosso vida diária que os grandes milagres acontecem. É onde temos forças para recomeçar a cada dia nossa caminhada, semeando e colhendo conforme o que nos é necessário E no repartir da colheita"

    Mais que perfeita colocação, amiga! Vc é uma benção em nossas vidas!

    Beijooooos

    ResponderExcluir
  2. maravilhoso seu blog, quando posso, venho até aqui conferir as postagens, amo tudo o que você escreve. Que os mentores de luz continuem a te inspirar cada vez mais, e que a luz divina continue a abençoar a sua jornada de existência!!!

    ResponderExcluir
  3. Acredito que a vida e um aprendizado continuo, e quando achamos que sabemos o suficiente e sinal que estamos apenas iniciando a caminhada. E algo fascinante ver o seu desenvolvimento nessa sua caminhada, e com isso fico aqui como espectador aprendendo contigo, tentando no meu lento caminhar me tornar uma pessoa cada dia mais próxima daquilo que o Senhor desejou para mim, me livrando cada dia um pouco mais das camadas que impedem que eu seja exatamente como eu deveria ser. Parabéns pelo texto. Que Deus a ilumine sempre.

    ResponderExcluir
  4. O caminho sagrado... iluminar-se e iluminar!
    "Somos responsáveis pelo equilíbrio próprio e dos que nos cercam"
    Que maravilha, mais um excelente texto!
    Saravá amiga, e que a Luz te acompanhe neste caminho sagrado!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. A Umbanda é paz e amor...

    Muito bom o texto e sempre é bom lembrar que ser médium aumenta em 100% nossa responsabilidade diante do Pai.

    ResponderExcluir
  6. Andrea, seus textos são sempre esclarecedores e inspiradores. Cito um trecho que achei muito bacana:

    "Aprendemos que estamos todos ligados, uns aos outros pela energia divina, e à natureza.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. "A religião consiste em acreditar que tudo aquilo que nos acontece é extraordinariamente importante. Nunca poderá desaparecer do mundo, justamente por essa razão." ( Cesare Pavese )

    E só mesmo através da maturação da alma que entendemos tudo isso! Parabéns, amada...

    Vc continua cada vez mais especial!

    ResponderExcluir
  8. Querida Andrea,

    Ótimo post! Cada vez que passo e leio um post seu conhço e me surpreendo mais com a Umbanda!
    Tenha uma ótima semana!

    Saravá!

    Juliana Fideles.
    @juliana_fideles

    ResponderExcluir
  9. Querioda Andrea,

    Ótimo post! Cada vez que leio seus post entendo um pouco mais sobre a Umbanda!
    Tenha uma ótima semana!

    Saravá! :)

    Juliana Fideles
    @juliana_fideles

    ResponderExcluir
  10. Viva sempre a Umbanda. Que ela caminhe com Jesus, em nome de Deus, sustentada sempre pelos nossos queridos e respeitados Orixás e Guias. Vivo aprendendo, aprendendo nesta escola linda que é a Umbanda. Minha vida nunca será a mesma. Sua filosofia me faz entender cada vez mais o verdadeiro significado de estar com Deus, em sintonia com ele. Aprendo e vou vivendo, com fé nos Guias e Orixás!

    Saravá, irmãos!
    Saravá, povo de Umbanda!

    ResponderExcluir
  11. A Umbanda como qualquer outra religião tem o Magnífico poder de formar (Ou Resgatar) caráter nos seres. Aqueles que creem, mesmo sem conhecer a fundo, já são grandes privilegiados.

    Abraço.

    @umbandamagica/@cleberab

    ResponderExcluir
  12. Já diziam os espíritos a Kardec, quando este questionava sobre qual a religião certa e eles responderam: a que torna melhor o homem... A questão principal deve ser essa... Nos questionar no que temos nos tornado a partir do conhecimento adquirido, o que temos feito da nossa experiência na terra, o que nos emociona e o que levamos para a prática do dia a dia.
    O contato com os espíritos mais experientes é fascinante, mas que possamos aproveitar esses ensinamentos para fazer a diferença na vida de todos, encarnados e desencarnados, principalmente nesse período de mudanças.
    Parabéns amiga.
    @lucilene_b

    ResponderExcluir
  13. Agradeço o convite e a oportunidade de ler tão belo texto que, inclusive, fez-me lembrar: 'a Umbanda é assim : a transmutação de energias para o bem comum.' e encoraja meus tímidos mergulhos nessa mensageira de Aruanda que nos acolhe com tanto carinho.

    Ótimo texto,

    Asé

    ResponderExcluir
  14. Amo seu Blog.
    Seus textos são aprendizados e comentá-los é o aluno querer superar o mestre.

    Umbanda é a força que move minha vida, me enche de fé e me transforma em um ser melhor através dos conselhos adquirido na convivência com as Entidades queridas.
    A Umbanda é para que possamos aprender a ser umbandista de fato (aquele que tenta vivenciar o que aprende) e não somente umbandista de fé (médium com hora e dia marcado ou médium fraterno só dentro do terreiro). A Umbanda nos torna mais sensível à medida que aprendemos, e, quando colocamos em prática esse aprendizado, nos humanizamos. É necessário ler, estudar, entender e vivenciar nossa religião, pois isso faz toda a diferença no nosso entendimento e no trato com os encarnados e desencarnados. Os ensinamentos dos Orixás me fizeram crescer, me tornar uma pessoa melhor, mais feliz e entender que os pedaços bons ou ruins de minha vida são única e exclusivamente por minha culpa, portanto, deixei de lamentar e me tornei mais intima de Deus. Aprendi com a sabedoria das entidades que há um tempo pra tudo e me desligo das magoas, procuro afugentar minha ira na certeza que só assim terei condição de evoluir, aproveita minha experiência aqui na terra e ser digna de meus Orixás. Benditas sejam as Entidades que nos acompanham em nossa evolução aqui neste planeta e nos ensinam que podemos cair mas o objetivo é levantar sempre, cada vez mais forte.
    Abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  15. Como disse no Twitter:
    Acredito que, entre outras razões, é por isso que chamamos “Gira”.
    A energia “gira” e se espalha como em um redemoinho.
    O centro do redemoinho é o Gonga, o Terreiro...
    Cabe a nós ( Assistencia e Médiuns) expandir esta "gira" fazendo a energia fluir...

    PAZ e LUZ
    @amigodoze

    ResponderExcluir
  16. Lido e compreendido. Eu acho! rsrsrs
    http://gisele-gitz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Lourenço Guimarães17 de novembro de 2010 19:15

    Obrigado pelas belas palavras e pela lembrança de refletirmos sobre o que o Pai Tinga disse.

    Axé!

    ResponderExcluir
  18. Belo texto. Colhemos o que plantamos. A humildade e caridade são a base de tudo. Grande abraço. @chicogente.

    ResponderExcluir
  19. Belo poema. Muito profundo. Parabéns.

    No verso que se segue, parece que a palavra "podia" foi digitada com erro.
    --> Mas, há muito, eu não podeia sentí-lo...

    Favor verificar. Grande abraço. @chicogente

    ResponderExcluir
  20. Maninha

    Como sempre a cada texto se superando!!A Umbanda é uma escola, os Espíritos professores e todos nós alunos, devemos ter a sabedoria/simplicidade necessária para poder ter a humildade de adquirir os ensinamentos.E através da Caridade poder estar passando ajuda ao próximo.
    Devemos sim passar esse aprendizado, isso gera uma energia positiva que faz muito bem a nós e ao próximo!!!E como vc msm disse esse Texto caiu de paraquedas né rs

    ♥Viva a Umbanda♥

    @karinaandrade7

    ResponderExcluir
  21. Boa noite, amiga! Sabe que estou começando a (crer) entender a Umbanda? Digo isso porque creio que a gente só entenda determinadas coisas depois que somos capazes de transmiti-las. E transmiti, tanto na semana passada como ontem mesmo (a uma - outra - amiga que está tristinha) o que as entidades me ensinaram pessoalmente e, claro, espiritualmente. Acho que, o que as entidades nos dizem, não são só pra gente, em absoluto. Ao contrário: elas nos dizem para que possamos re-transmitir a mensagem, quando ela fizer sentido primeiro para nosso momento até que a gente seja capaz de entender o momento do outro. Deve haver os co-médiuns também! Sou muito feliz neste caminho! Os atabaques são as batidas do meu coração. Vivo a Umbanda. Vivamos. Saravá!!!

    Marcela Marcos

    ResponderExcluir
  22. Salve!! minha querida Andreia !!não sou muito boa com as palavras, mas adoro o seu blog !! sempre venho visitá-lo, e aprender muito !! sou curiosa como vc , enfim estamos nesta vida que é um aprendizado diário, creio na força da umbanda,e na força dos Orixás,muito obrigado por dividir estes conhecimentos !!

    Diva Furrier

    ResponderExcluir