quarta-feira, 6 de abril de 2011

Pomba Gira


Não sei vocês ,mas eu identifico as estações do ano pelo cheiro. Ontem senti pela primeira vez o aroma de outono no ar. Aqui no sul é mais ou menos como se o ar ficasse um pouco mais "ardido", um pouquinho mais gelado. Mas é só com o tempo de vida um pouco maior é que começamos a associar estes cheiros do tempo com fatos, bons e maus, que ocorreram em nossa caminhada.

É quase impossível,deixar de  tornar o outono um período para reflexão. O verão se desfaz em folhas secas pelo chão e é hora de se recolher um pouco mais. Daí os eventos nesta época tomarem ,quem sabe, uma proporção um pouco maior e uma lembrança mais concreta em nossas mentes. O início do frio desperta em nós também um pouco mais de solidão.Até que passe o inverno, e venha a primavera nos surprender, a impressão que fica é que não vai acabar nunca, apesar de saber por experiência que nada é eterno, sofremos como se tudo fosse.Principalmente as mulheres.
Ontem, graças a boiadeira que recebo, sofri 85% a menos. Num tal atendimento que fez, e que contei aqui, aconselhou à pequena senhora a fazer seu maravilhoso bolo de fubá cremoso maravilhoso (que eu desconhecia) e convidá-la a participar de sua mesa em casa. Pois fui agraciada com um pedaço dele ontem. Indescritível, coisa de mãe mesmo.Quando conseguir a receita deste milagre saboroso conto a vocês.
Pois bem, para mim, toda mulher, mesmo sem filhos, carrega em si uma mãe em potencial: a que faz quitutes, a que se preocupa , a que se orgulha e principalmente a que protege e aconselha.
São muitas as Marias de Umbanda. A Maria Padilha, a Maria Mulambo, a Maria Navalha, a Maria Quitéria, a Maria do Balaio. Ah, as desconhecidas e amadas Marias.E se têm Maria no nome é porque tem motivo, ou acha que não? Maria está na mente das pessoas como aquela que foi colocada em xeque, mas que deu a luz um novo caminho.
As Pomba Giras são assim. Quem não as conhece, julga como entidades malígnas prontas a aceitar os trabalhos mais sórdidos, mas quem já experimentou o amor das Marias sabe de que escuridão ela os tirou. E refiro-me a todas as pomba giras como Marias, mesmo que não levem em seus nomes, porque o são de fato. Uma vez lendo os apócrifos vi uma história muito linda. Maria usava a água do banho de Jesus quando bebê para lavar as feridas dos leprosos e assim curá-los das enfermidades. Porisso, sabendo da hora do banho do bebê, na janela da casa juntavam-se muitos doentes.
Toda Maria desde então, creio eu, vem lavando os males de quem as procura. São tantas as dores deste mundo que elas lavam, enxugam e curam. Elas transformam o outono/inverno da vida em manhãs quentes de primavera, nas quais, se você se ativer ao entendimento, sentirá notavelmente o cheiro das flores. Não estou santificando as Pombas Giras, mas quero que entendam de uma outra forma. Elas fazem amarrações,mas somente das idéias que andam dispersas na cabeça das pessoas. Entidade nenhuma se preza a fazer o mal, mas antes e principalmente a dissipá-lo. Entendo como mal não só aquela energia que circula pelo mundo,mas também , e tenho falado muito nisso, aquele mal que praticamos a nós mesmos.
Quando pensamos que não somos capazes, ou temos a grande pretensão de abarcar o mundo sozinhos com nossas pernas curtas. Quando achamos que a vida do próximo está boa demais ou que estão tendo "algo que merecem". Criamos larvas em nossos pensamentos e elas vão nos minando e aos que nos estão mais próximos , com muito mais eficácia quer os mosquitos da dengue.
As pombas giras se apresentam como mulheres que não tiveram uma experiência neste plano perfeita, mas  foram discriminalizadas pelo imaginário popular. Digo que a grande intenção delas, ao meu ver, é seduzir homens e mulheres para o caminho da caridade. Somos juízes todos os dias, mas não vi até hoje quem queira se sentar no lugar do réu.
Existem várias formas de se fazer caridade. Gostaria que este texto fosse só um preâmbulo, uma introdução para que você  partilhasse sua história, de como foi auxiliado por uma Pomba Gira. Como costumeiramente todos os depoimentos aqui tem sido preciosos não só para mim, mas como todos os que lêem, certamente o seu ajudará alguém a achar um novo caminho. 


24 comentários:

  1. "Somos juízes todos os dias, mas não vi até hoje quem queira se sentar no lugar do réu."
    Por isto nunca passou pela minha cabeça ser advogada ..juíza ou algo parecido.Não posso fazer isto...julgar.O que eu faço é ouvir , e tentar enxergar além do real.Ir no fundo do coração e refletir.Se puder acrescentar, e se for solicitada ajuda,o farei.Senão...muitas vezes me calo nas minhas dúvidas e "humanidades".Cada um tem as "Marias" que merece.beijos

    ResponderExcluir
  2. Andréa, como sempre escrevendo lindos textos e desmitificando e trazendo à luz as metáforas da religião!
    Adorei a ilustração!
    Como vc sinto o cheiro das estações e tb já fui presenteada com o delicioso aroma do outono, o meu preferido! Tb sinto cheiro das cidades...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. mocinha....VIVA BETSABA!!!!!! essa maluca é a POMBA mais girada q ja pude ler a HISTORIA ....=D

    OBRIGADÍSSIMA por mais esta liçaõ de casa....VOU reler DAVI e sua MALUCA... ;)

    ResponderExcluir
  4. Você sempre ilumina mais longe minha escuridão. Ler seus textos é ampliar luz além da percepção.
    ANAUÊ!

    ResponderExcluir
  5. Sou rodeado das Marias, minha mãe é Maria, a mãe da minhas filhas (que já está lá com Deus) é Maria, e minhas filhas tem o pre nome Maria e na palma de minha mão, tem um M de Maria.
    A caridade, a outras pessoas, acho que faço, todos os dias, mas a principal, que é a caridade comigo mesmo, acho que estou devendo.
    E que a Pomba Gira, Gira e Gira e que nos proteja no nosso Giro nesta vida.
    Jones Guerra BH MG

    ResponderExcluir
  6. É muita responsabilidade! Aff Maria!!!
    Assinado: Maria

    ResponderExcluir
  7. "o ser humano desprovido de informação ou provido de arrogancia e preconceito, marginaliza não só as pombogiras, mas como todo e qq ser do plano espiritual digo (umbanda/candomble), mas isso vem desde la traz, cresci em berço católico e ouvindo sempre que passav defronte à uma encruzilhada e tendo uma oferenda "isso é macumba é pra fazer o mal", mas voltando as pombogiras, a tese que mais agrada ao ser humano é que são mulheres da vida, sacanas, e vadias, pobres mortais, nao sabem o qto essas entidades podem lhes ajudarem em todos os campos da vida.....

    ResponderExcluir
  8. A minha visão sobre as pombogiras foi iluminada a partir de quando comecei a frequentar a casa a que hoje pertenço. Posso testemunhar a capacidade que elas tem não só de fazer o bem mas reparar o mal sem prejudicar nenhuma das partes envolvidas. Apenas afastando do caminho o que possa nos perturbar. Nunca presenciei nenhuma delas fazendo mal algum a ninguém, mas agindo como intercessoras, dando força a pessoas desesperançadas, muito além da visão equivocada de que só fazem sortilégios amorososos.
    Que Oxalá ilumine o caminho destas filhas da Luz que lutam todos os dias por nós e por mais crescimento espiritual.

    ResponderExcluir
  9. Olá Andreia ! Lendo seu texto na hora lembrei de um fato no minimo curioso ! A primeira manifestacao mediunica em que passei foi com uma dessas Marias, posso entender até como um convite, e que convite.
    Quando ainda frequentava a assistencia, acredito que 2 anos atras, em uma gira de sabado no TPM, quieto em meu cantinho, comecei a sentir vibrações no meu corpo, nunca tinha sentido ou passado por tal situação. Convidado a entrar no congá e sentar para que algumas entidades me dessem o apoio necessario, eis que recebi uma pomba gira. Foi a primeira entidade que incorporei na vida, foi a manifestação que me fez entender melhor a mediunidade e que me colocou contra a parede com as coisas em que acreditava. Que belo incio o meu heinn ! infelizmente depois disso nunca mais recebi pomba gira !! aguardo ancioso a proxima experiencia !!! axée

    ResponderExcluir
  10. MARIAS! Tantas Marias especiais na vida de todos. Ao meu lado eu tenho várias Marias, tanto de nome, quanto de espírito. Sou meio Maria também, daquelas que ajuda a carregar a cruz de quem precisar, mesmo que por vezes minhas próprias pernas não aguentem, não consigo ver alguém sofrendo e não fazer nada.
    Não tenho mt conhecimento de Umbanda, por isso, o que eu conheço de Pombas giras é exatamente o pensamento que todos têm, mas essa idéia de que são incompreendidas é bem plausível, pois não consigo entender uma entidade querer realmente o mal, mas sim, mostrar caminhos diferentes.
    Como sempre, gosto muito dos teus textos... parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Já recebi conselhos de pomba gira, já incorporei pomba gira também...
    E acho que existe mesmo uma delas no coração de cada Maria...
    Adoro essa sua maneira de escrever, de dismistificar e clarear coisas, com lucidez e muito, muito carinho ao mesmo tempo. Com explicações simples, delicadas e carinhosas, de quem, acima de tudo, ama e respeita a sua religião. De quem tem nela (a religião) seu espelho de vida...eu admiro vc, minha dinda...cada dia mais, e mais. Te amo!! Bjo

    ResponderExcluir
  12. Não tive um contato direto com PG durante consultas em terreiros, mas há alguns meses, na casa da minha tia taróloga, encontrei no banheiro um pingente de Maria Padilha e, quando fui à cozinha, sem que ela soubesse que eu tinha visto o pingente, comentou carinhosamente que eu era Padilha encarnada. Fiquei muito emocionada nesse dia, e sei que nada é coincidência! No fim, ganhei o tal pingente e o guardo comigo sempre, levando a qualquer lugar que eu vá. Desde que aprendi que as PG's são nossas amigas e entendi a proteção que elas nos dão, minha vida se encheu de vivas cores e minha auto-estima nunca esteve tão bem. "Ó pombo-giri, ó pombo-girá, faça um tapete de rosas pra que eu possa caminhar" =)

    ResponderExcluir
  13. Acho que as pessoas estão acostumadas a associar algumas entidades com o lado sombrio. Já cantou Lulú Santos que não haveria luz se não houvesse escuridão.
    Essa mania que temos de separar o bem do mal, o claro do escuro é que cria tanta confusão.
    Quem já passou por uma psicoterapia sabe muito melhor do que eu onde foi encontrar as respostas para seus problemas. A raíz dos nossos problemas, a resposta dos nossos enigmas interiores nunca estão na superfície. Deveríamos agradecer quando temos como acessar esse tesouro escondido que nos traz mais vida, liberdade e nos torna seres mais completos e verdadeiros. São duas metades que se complementam e juntas tornam a unificar o que foi separado pelo medo do desconhecido, por nossa própria ignorância.

    ResponderExcluir
  14. É outono, Pomba-Gira está no ar... LaroYê!

    ResponderExcluir
  15. Realmente elas não fazem o mal, elas apenas defendem aqueles que as procuram, e elas protegem simplismente por serem marias, a mãe, amiga e a amante... se pessoas acabam caindo em disgraça por causa delas, é pq essas mesma mereceram, vivam as marias!

    ResponderExcluir
  16. Eu não consigo testemunhar em palavras, aqui, tudo que Rainha Maria Padilha fez de bom para mim. Sobrfetudo, ele me fez acreditar em mim mesma, me deu esperanças, me deu sua amizade, não julgou, ao contrário, me me sentir que já esteve "nos meus sapatos" e sabia o que eu sentia. E digo que, em alguns momentos tristes de nossa vida, é tudo que precisamos ouvir de alguém.
    Axé, minha amiga!!!!

    ResponderExcluir
  17. Querida, eu AMO as Pombo-giras. Reverencio humildemente todas elas. E sou completamente apaixonado pela D. Maria Padilha. Nem consigo descrever em palavras o que sinto e o que ela já fez por mim. Pombo-gira é Mojubá!!!!!!!!
    bjossssssss

    ResponderExcluir
  18. Toda Maria conhece
    Um pouco da dor
    um pouco do amor
    Toda Maria dá o perdão.

    Toda Maria conhece
    a cura para um mal de amar
    a cura para um mal-estar
    Toda Maria sabe dizer não.

    Toda Maria tem um quê
    de santa e de pecadora
    de vitoriosa e perdedora
    Mãe valente, mão protetora
    Toda Maria é um pouco doutora.

    Porque toda Maria tem gosto
    por saia-rodada, veneno, perfume
    Tem flor, tem jeito, tem ciúme
    Toda Maria tem compaixão.

    Porque toda Maria é meio cigana
    Porque nenhuma Maria se engana
    De sua humana condição.
    Toda Maria, sou eu
    Toda Maria, é você.

    Para ser Maria,
    basta uma encarnação

    Andréa, parabéns pelo sempre primoroso blog que apenas enaltece nossa umbanda !!! Axé, saravá sua banda!

    Semíramis

    ResponderExcluir
  19. Se tem um assunto que me emociona, e o assunto Maria!
    Minha primeira vez na Umbanda foi no terreiro CEUOM, em São Gonçalo.
    Fui como convidada, e sim, era extremamente leiga no assunto, vinda de uma família católica que sempre tocou o terror quando o assunto era "macumba", então você já imagina o quanto eu me tremia quando cheguei lá.
    A primeira entidade a me ajudar foi uma vovozinha, a quem sempre levo no coração e converso como converso com minha avó. Mas confesso que o que me marcou mais foi a minha segunda ida, no dia de exu. Minha consulta foi com a magnífica Maria Padilha. Até hoje não consigo explicar o que ela fez no meu coração, mas fez um bem que só de lembrar me faz marejar os olhos.
    Foi daí que percebi minha vocação: querer a caridade juntos a esses espíritos maravilhosos de pura LUZ! Sou filha de Maria e não nego!

    ResponderExcluir
  20. para todos nós macumbeiros,muito axé principalmente para o babalorixá leandro,de são luis-ma e seu pai de santo abraão ass; ubirajara peito de aço.

    ResponderExcluir
  21. Gostaria de saber sobre a vida da Pombo Gira Maria do Balaio, se alguém souber indicar algo para leitura agradeço.

    ResponderExcluir
  22. Eu conheço uma Maria Padilha e só tenho a agradecè-la por tudo o que essa senhora fez por mim até. Ela é minha amiga, minha conselheira.... Não sei dizer quantas vezes eu já chorei no seu colo e ela sempre me amparou, sempre teve uma palavra amiga para mim. Ela sempre me mostrava que havia uma luz no fim do túnel, e no final, eu sempre voltava para a minha casa com o coração repleto de esperanças!!! Posso dizer de coração, que até hoje eu não entrei em depressão por causa do apoio das entidades espirituais.

    ResponderExcluir
  23. Lindo texto! Quem já incorporou uma, eu infelizmentr só consegui 1 vez, há alguns meses, consegue entender a maravilhosa energia que sentimos com a presença delas. Amor, alegria, forca, forca de mulher, rainha e soberana! Desse dia em diante várias coisas começaram a acontecer na minha vida, movimento, luz, amor, esclarecimentos e auto estima! Os preconceitoos surgem da ignorancia, mas quem sai perdendo são eles porque quem conta com elas tem uma amiga no coração que, desde mantido o respeito, nunca nos abandona e da conselhos unicos. Eh maria, eh uma mão que mexe os pauzinhos, eh gargalhada que espanta os nossos inimigos, eh tesoura que corta todo embaraço. Eu as amo! Laroie, salve todas as pombos giras!!!!

    ResponderExcluir