terça-feira, 27 de março de 2012

Brainstorming

Quando comecei este blog tinha tão apenas a intenção de escrever com mais frequência, para aliviar minha mente e partilhar da minha vida. E como a gente nunca sabe pra onde o vento vai, acabei conseguindo aqui muito mais do que era a minha intenção principal. Ao me expor e expor as poucas coisas que entendi da vida e da Umbanda aproximei vibrações mais altas que a minha própria, de gente que hoje faz parte da minha vida e me alimenta alma. Chegando agora ao total de 100 mil visitas me sinto lisonjeada com os parceiros brilhantes que consegui. Formamos hoje uma corrente que não é fria, não é de ferro nem de aço, mas quente como os laços espirituais que nos fortalecem e engrandecem.
Sempre falo para os meus filhos e há anos já: a verdade sempre aparece, seja lá a forma que você tente escondê-la. Não sou perfeita e tenho sim lá meus problemas de aprendizado de vida, mas me esforço. Disseram estes dias que de mim se pode esperar qualquer coisa e espero que eu possa falar sempre o mesmo de meus leitores: de vocês eu espero qualquer coisa! Por quê? Porque vocês questionam e assim, sendo questionadores natos, são imprevisíveis, podem inclusive o impossível. Não gosto de pessoas previsíveis, elas são muito chatas.
Gosto do mar, das marés que se alternam e mostram uma praia diferente todos os dias. Assim como o pôr-do-sol  aqui no sítio, sempre é diferente.Podemos até prever que algo vá acontecer, mas a sua forma pode nos surpreender. Quando você estimula o pensamento de uma pessoa, seu potencial de questionamento, está auxiliando a evolução. Eu tive um jornal há uns anos atrás que se chamava Brainstorming, que tratava de coisas culturais. Nele fazia editoriais parecidos com os textos deste blog, sempre questionando onde  as marés da vida vão nos levar. Recebia muitas cartas e as tenho guardadas até hoje de pessoas pensando nos seus porquês. 
Estes dias, um dirigente de um Terreiro me procurou, muito preocupado com os jovens médiuns que postavam em um grupo vários textos diferentes e como fazer para acabar com aquilo. Não sei se a pessoa gostou da minha resposta, mas o fato é que se você tem uma filosofia tem que explicá-la aos novos porque senão eles vão procurar várias vertentes e vão se perder. Umbanda também não é fundamentada nestes folhetins de internet que apregoam que o médium tal só pode receber tais entidades, ela vai além. Quem está começando a descobrir como funciona sua própria mediunidade precisa de respostas maiores que uma linha por escrito. E conteúdo que se leva pra vida, a sabedoria, só vem com a prática e a palavra compartilhada, discutida.
Umbanda não é ciência exata, não tem dogmas. Vem do pensamento com emoção, com vivência.
Assim como é descrita a criação do mundo por Deus na Bíblia, creio que  na medida que pensamos criamos um novo mundo. Deus disse: faça-se a luz e a luz foi feita....Mais do que pensar em encarnações anteriores temos que pensar: nesta vida mesmo estamos sempre morrendo e renascendo dentro do aprendizado. Pare e pense: há dez anos atrás como você era? Como via a vida? Como vê hoje? Se tudo está igual,há algo errado porque a natureza necessita de evolução. Isto não se mede pelos bens que adquiriu,mas pelo que seu espirito compreendeu. Se de sua vida inteira, você conseguir deixar uma marca em outra alma, com algo que você vivenciou e conseguiu ensinar, tudo já terá valido a pena.
Nunca um Terreiro será como o outro, porque ele é a marca de quem o dirige, são seus pensamentos e emoções, sua visão pessoal. Assim como a natureza e a vida que a gente tem.  Ela só tem três fundamentos que devem ser iguais em todos os locais em que se proponha praticá-la: fé, amor e caridade.
Gostaria muito que cada um postasse abaixo como vê a vida, para que assim, sua própria visão seja um complemento do que postei hoje e , como tudo é imprevisível, quem sabe poder ajudar alguém com um ponto de vista diferente? Agradeço a todos as visitas e principalmente as amizades que fiz por aqui!Saravá!

18 comentários:

  1. Andrea, minha querida... se há algo que eu espero, nunca mude, é sua capacidade de nos surpreender. Temos muito em comum e sabes disso. O que mais me atrai em ti é todo esse sentimento, essa inteligência emocional que tens, e que se recicla e se alterna e se atualiza todo dia....
    Sou como você. Sou como a vida, o planeta. Sou filha das águas, Filha de Yemonjá, mãe de todos. Sou meio mãe de muita gente mesmo, mas gosto principalmente de pensar que tenho irmãos e irmãs nadando por ai, nesse oceano afora!

    Eu mudo, todo dia. Sou tudo ao mesmo tempo, no tempo seguinte, não sou mais.
    A mulher que eu era ontem, com certeza, é bem diferente do que era no ano passado.
    Hoje, sou assim, amanhã sou mais.
    Somos mães, pais, filhos, profissionais, torcedores, expectadores, mestres, alunos, crianças, velhos.
    Cada qual do seu jeito, e tão igual aos demais, embora gostamos de pensar o contrário....
    Se há um MILAGRE que presencio todo dia, é exatamente esse: nada é eterno. Tudo muda e ao mesmo tempo, se repete, se transforma e retorna.
    Que pena e que bom não é ????rsrs

    Maburuk! Parabéns! Lindo texto, ya habibity!
    <333
    (precisa assinar ? hehehe)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa assinar não minha querida, sei bem quem tu és! Saravá!

      Excluir
  2. Amiga Andrea,mais uma vez nota mil para tua postagem.Em primeiro lugar estás,no meu entendimento,certíssima quando dizes que a atual juventude precisa urgentemente de esclarecimentos e uma linha de entendimento de acordo com seus Zeladores,uma vez que cada um tem uma maneira de trabalho em seus terreiros e sempre lembrando que a Umbanda não tem dogmas,não é ciència exata,vem realmente do pensamento de cada um e supervisionada pelos seus mentores espirituais.Sempre digo à todos que "GUIA" não se doutrina e sim o médium,e esta doutrina consiste em passar aos novatos,teus conhecimentos adquiridos ao longo de sua evolução espiritual.Infelizmente,aonda existem vários e várias zeladores,ou mais comumente chamados de Pai ou Mãe de Santo,que são incapazes de transmitir aos seus médiuns,sejam eles,novos ou não,o que acontece no desenrrolar de seu "desenvolvimento".Enquanto isto permanecer,dificil será o aprimoramento do médiun.Há dias,tive a surpresa de saber que duas de minhas médiuns ,haviam ido à um determinado terreiro e no desenrrolar da sessão,uma das assistentes,que por sinal era amiga das duas,começou a se manifestar e de imediato vieram médiuns e"GUIAS! para até agredi-la com palavras de baixo calão e aos gritos um médiun ,que se dizia manifestado,ordenou à aquela menina que parasse de imediato com aquilo,pois ali era expressamente proibido,qualquer assistente,se manifestar.Tão logo tiveram a primeira chance,minhas médiuns,se retiraram,não antes de serem ameaçadas de caírem na rua por força de uma obsessão.lOra venha e convenhamos,isto é a Umbanda de Fé,Amor e Caridade? Quem sou eu para recriminar tal atitude,mas me acho no direito de questionar tal fato,pois em nosso cantinho de orações nada disto acontece,ao contrario,se alguém começa a se manifestar na assistência,logo alguem do terreiro providencia sua entrada e no caso de uma pessoa do sexo feminino,logo se coloca uma das saias reservas no aparelho,exatamente para que a Entidade possa usar aquele aparelho da forma que lhe convier,respeitando é claro o ou a responsável pela casa.Para que a pessoa que frequenta um terreiro,seja de Umbanda ou Candomblé,penso eu que deve procurar saber o minimo sobre o que acontece,pois somente assim entenderá o que se passa com os médiuns.Acho sim que devemos,passar adiante os conhecimentos adquiridos,tanto na pratica como nas literaturas,mas literaturas sadias e não bobagens que muitos incautos postam aqui mesmo na Internet.Umbanda é coisa séria para gente séria.Todos tem a sua história,mas se parares para observar,todas são semelhantes,nunca iguais,pois uma das maiores virtudes que possuimos é o Livre Arbítrio,que cada um o pratica a sua maneira.O dia em que os seguimentos religiosos se respeitarem e se unirem mais,tudo ficará mais fácil,mas tenhas certza de que estamos caminhando para tal.Você é um exemplo claro disto,pois se interessa,compartilha,ilustra,e és principalmente transparente em tuas opiniões.Isto nos faz muito bem e nos é necessário,pois assim,os verdadeiros médiuns,sejam eles videntes,psicofônicos,de audição,de premonição,etc,,mais conhecimentos terão e poderão com o tempo saber discenir o bem,daqules que se aproveitam da fé dos outros.Não sei se me fiz entender,mas um dia podeser que tenha o poder da escrita como você.Bjs deste eterno aprendiz Paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho um respeito por ti Paulo que ultrapassa todos os limites de distância. Muito me honra ter ao meu lado um amigo com tantas décadas de amor pela Umbanda!

      Excluir
  3. Andréa, atoto ! Atoto!

    Parabéns pelo blog, o trabalho é de muita ajuda para os que começam, principalmente os que são como eu.
    Aprendemos aqui, como e qual é a melhor forma de nos questionar, já que o caminho para a nossa ascensão espiritual é muito longo e complexo. Nessa fase, nos deparamos em muita fragilidade o que pode nos deixar angustiados por conhecimentos e perdemos todos o respeito pelas tradições. Acho que isso é o fato que ocorreu com esse Sr. Médium que se permite em divulgar ou citar o que não se deve. Porque ele não segue o simples exemplo do pai Futumbi que raspou a cuia, mas ficou calado preservando o conhecimento das nossas tradições.

    Ao meu ver, é uma grande falta de ética falar ou divulgar o que não se deve ao grande publico. Se a pessoa é realmente conhecedor do seu universo, ele não tem necessidade em comentar o que de tradição é reservado a um certo circulo. Não sou a favor do ocultismo, porém o respeito da tradição é primordial. Acho que teve bem razão de fazer o que fizeste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo que você disse querida! Muito obrigada!

      Excluir
  4. Saravá
    Primeiro de tudo não podemos deixar de exaltar que a sua maneira de pensar e se expressar é extremamente clara e admirável.
    Pois você coloca que a vida assim como nos, estamos sempre em evolução ,e a cada dia ao amanhecer uma nova chance de busca se faz reviver com o sol que brilha de maneira diferente porem sempre fazendo seu papel que é nos aquecer, nos guardar e iluminar ;
    A rotina do dia dia colocada em questão parece algo previsível, porem não acredito que todos os dias somos os mesmo de ontem ,acredito que o previsível é reviver todos os dias os mesmos erros de um passado presente
    E a vida em si merece ser vista e encarada como chance nova , como força da evolução..
    Devemos sempre buscar muda-lá para que possamos coisas novas encontrar trazendo sempre o prazer de aprender tudo o que nos é permitido
    A Umbanda nos permite as respostas e a paz que existe para nos guiar , se não fosse a Umbanda não saberia caminhar ..
    Salve suas forças e de todos aqueles que lhe guiam e acompanham sempre.
    Axé

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bárbara tenho a certeza que o trabalho que desenvolvo hoje em breve terei em você uma grande parceira! Escreva sempre e mais!

      Excluir
  5. Saravá, Andréa
    Paz e luz!
    O trabalho do blogueiro espiritual é incessante: temos que constantemente ponderar até onde não estamos sendo donos da verdade ou arrogantes em nossas considerações. Devemos estar sempre atentos à tudo que nos passa intuitivamente, para que possamos espalhar as bênçãos de luz, através de nossos companheiros espirituais. Nem sempre isso é uma tarefa fácil. Ficamos quase como num êxtase, numa sublime sensação de paz, à cata de impressões e inspirações divinas. Seu trabalho de blogueira, através de reflexões pessoais, espirituais, sem abrir mão da doçura peculiar de mãe, nem tampouco da de hábil utilitária das palavras, com a energia dada por nossa mãe Iansã, nos impulsiona a reflexões diárias da humildade dos amados pretos velhos, da coragem e bravura dos admiráveis caboclos, a inocência das crianças e a verdade imaterial do povo de rua.
    Só posso agradecer, querida irmã, por regalos literários tão sublimes, que aproximam nossa amada umbanda de nossas vidas, tantas vezes voltadas para o material. Oxalá, Zambi, Opongue e Olorum a protejam hoje e sempre e aos seus, nos braços carinhosos e acolhedores das bênçãos de mamãe Iemanjá,

    Semíramis Alencar
    http://lacosespirituais.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Semíramis tenho a certeza de que vc é luz no caminho de muitos e muitos. Saravá à sua luz!

      Excluir
  6. Andréa.

    Gostei e muito do que li.
    Os fundamentos da Umbanda são fé, caridade e amor! A fé, nos ensina a praticar a caridade; a caridade nos ensina o que é o amor. O amor é o maior potêncial que podemos alcançar... cura, transmuta, transcende. Nos eleva a outros níveis de "Consciência".
    A vida me ensinou que enquanto pensarmos que nos tornamos poderosos pq temos um Orixá e assumimos suas características, acreditando que somos donos da verdade; estaremos nadando contra a maré, dando murro em ponta de faca, e desobedecendo as Leis espirituais e Divinas.
    A vida me ensinou, que este planeta é uma escola... não podemos mudar o passado; mas se mudarmos o presente, estaremos melhorando o futuro. Somos apenas instrumentos, trabalhadores da Seara Divina; deuses em evolução, criados a imagem e semelhança de "Deus Único"!
    Umbanda é evolução sim, quando vivida dia-a-dia em sua carne, coração e espírito; seja experimentando o amargo e doce, o bem e o mal... só assim saberemos que opçao tomar e que caminho seguir.
    Prá mim, está é a maior cartilha de Umbanda para aquele que imagina, mentaliza, pensa, busca e canta com todo seu ser, coração e espírito:

    Refletiu a "Luz Divina"
    Com todo Seu esplendor
    É do reino de Oxalá
    Onde há Paz e Amor.
    "Luz" que reflatiu na terra
    "Luz" que refletiu no mar
    "Luz" que veio de Aruanda
    Para tudo iluminar...
    A Umbanda é Paz e Amor
    É o mundo cheio de "Luz"
    É a força que em nós habita
    E a "Grandeza" nos conduz.
    Avante, filho de fé
    Como a nossa Lei não há
    Levando ao mundo inteiro
    A bandeira de Oxalá!

    A bandeira da Paz e do Amor.
    Abraço fraterno querida.
    Paz e Luz!

    ResponderExcluir
  7. Oi Bruxinha,

    Falando do pensamento, atributo do espirito e potência da alma ,forçoso é ressaltar a responsabilidade sobre o que, e como pensamos,já que o mesmo é compartilhado por todos."Somos o que pensamos e o que compartilhamos."Alimentamos e nos servimos de uma rede de pensamentos ,tudo o que é pensado é de uma maneira ou de outra utilizado,senão por nós ,por outros.Diante deste fato conclui-se a imensa importância em disciplinar-mos o nosso pensamento.A palavra é uma das linguagens para exteriorizar o pensamento,quando a pessoa fala ou escreve ,ela mostra o que lhe vai na alma,compartilha suas vivências ,emoções,desejos,temores, compondo com o mundo á sua volta.Sempre acompanhei seus escritos minha querida "bruxinha",nem sempre comento (falta tempo),mas leio todos.Percebo agora uma grande mudança na maneira que você está escrevendo,seus textos estão mais maduros;não que antes não fossem;mas obedecendo a ordem evolutiva que rege todas as criaturas,eles deram um salto bastante grande.Fico muito feliz constatando isto.
    Mil beijos !!!!!

    ResponderExcluir
  8. Rádio tem que pegar várias estações e cada vez mais... Conhecimento deve ser compartilhado e absorvido, cada vez mais... Quem gosta das marás, intemperies e demais manifestações da natureza sabe que elas são naturais. Natural não seria todo dia mará mansa, sol forte, brisa freca... Não é natureza que se adapta ao ser humano, é o ser humano que deve se adaptar à natureza. A única natureza de que temos um maior controle a cada dia é da nossa própria natureza, pois o que nos é externo controlado já está e não é por ninguém deste mundo. Viva e deixe viver, liberte e será libertado...

    Vejo minha vida como a reunião dos elementos da natureza em um templo, que Zambi emprestou à minha alma para ela habitar e se locomover nesta esfera. Vejo minha vida como um missão, a qual Deus me designou e só Ele sabe qual é, mas a qual tenho solene obrigação em cumprir. Vejo a vida como um eterna troca, não apenas entre seres humanos, entre vivos, mas muito mais ampla, uma troca entre cada um de nós, entre nós mesmos e a natureza.

    Saravá filha de Yansã, minha irmã! Eparrêi!

    ResponderExcluir
  9. Oi Andréa, boa noite!
    Não sei o que é mais rico no seu blog, as suas postagens ou os comentários. Abri essa postagem pelo Face totalmente sem saber o que encontrar e me surpreendi muito. Sou umbandista a pouco tempo, a minha vida mudou completamente a pouco mais de 1 ano quando descobri que poderia trabalhar num terreiro, até então sabia que eu era médium, mas sempre pensei ser apenas sensitiva. Frequentei por alguns anos um centro em São Paulo no tempo em que ainda namorava. Casei, tive filhos, e recentemente fui num terreiro na minha cidade (moramos em Campinas) e para a minha surpresa recebi o convite para trabalhar na Umbanda... entrei na linha em setembro e desde então busco sempre informações sobre como fazer um bom trabalho, o que as entidades esperão de mim, como posso melhorar e evoluir... nessa mesma época te conheci e sempre gostei de ler seu blog. Você diferente de muitos, narra com o coração, é acessivel e transmite sempre a mensagem com muito carinho. Não te conheço pessoalmente mas sinto como se você me conhecesse e fosse uma amiga, tamanha a sua grandeza em escrever para muitos, como se fossem únicos. Parabéns e obrigada! Todo cambone deveria ser apresentado a você e ao seu blog.
    Carina

    ResponderExcluir
  10. Nossa, obrigada querida!Estou aqui à disposição ok? Axé!

    ResponderExcluir
  11. Entendo que escrever é uma das muitas missões de crescimento evolutivo com o qual o ser humano se compromete nas alturas, no preparo de sua reencarnação. E dentro dessa habilidade ainda carrega consigo a oportunidade de mostrar suas dores, desencantos, alegrias, verdades e também seus encantos.
    O escrever traz o desnudar da alma e a expõe para que olhos alheios a conheçam, admirem ou mesmo a odeiem.
    As linhas escritas com honestidade e dedicação podem e tendem a incomodar muita gente, simplesmente pelo fato de que essas palavras estão vivas.
    Escreva, e não pare nunca, pois quem tem o que dizer atordoa e espinha os ouvidos de quem não sabe ouvir.

    Axé. Yara Lobo.

    ResponderExcluir